10/04/2010

Transexuais, travestis, drag queens, transformistas, crossdressers: quem são?

Percebi que o texto da última coluna ficou um pouco confuso para alguns. Mas acredito que a maioria conseguiu entender o principal: que identidade de gênero e orientação sexual são coisas distintas, que existe sim transexual gay e lésbica, e que a orientação sexual de alguém é determinada pela identidade de gênero, não pelo sexo genético.

Vamos ver um pouco como funciona essa coisa do “universo T’. “Cisgênero” e “transgênero” são antônimos, se opõem em sentido, como “aquém” e “além”, “homo” e “hétero” etc. Quem não é “trans” é “cis”. Vocês, a grande maioria (uns 90% da população mundial) é cisgênera: tem identidade de gênero concordante com o sexo genético. O indivíduo “cisgênero” pode ser também chamado de “cissexual”. Mas cá para nós, quase ninguém usa essa terminologia. Costumam denominar de “normal” e “anormal” mesmo, o que é politicamente incorreto e nem um pouco indicado.

Entendam que a palavra “transgênero” possui um conceito bastante amplo: são pessoas com características psicológicas, comportamentais e estéticas dos dos sexos/gêneros. Mas na realidade o sempre o que prevalece é a “autodeclaração”. Tanto é que gays muito femininos e lésbicas muito masculinas não se “classificam” como transgêneros.

Ficam então alguns grupos específicos: transexuais, travestis, crossdressers, andróginos e intersexuais/ intergêneros.

dimmykieerdragqueen

Um fato interessante é que há muitas divergências sobre esse assunto na mídia jornalística, na literatura científica, entre os militantes e entre os próprios grupos transgêneros. Cada um define de um jeito. Mas existe a ABGLT (Associação Brasileira de Gays, Lésbicas, Bissexuais, Transexuais e Travestis) e a WPATH (World Professional Association for Transgender Health) para nos guiar um pouquinho. Você entende bem a coisa se imaginar um “espectro de identidade de gênero”, tal qual a escala Kinsey, em que você pode ter identidade de gênero masculina, feminina, ou em qualquer ponto entre esses dois extremos.

Na ciência transexuais masculinos são mulheres transexuais (MTF, macho para fêmea) e transexuais femininos são homens transexuais (FTM, fêmea para macho). Mas entre nós e dentro de um meio científico mais esclarecido, FTM’s são transexuais masculinos e MTF’s transexuais femininos. Até porque a realidade vai bem por aí mesmo. Existem homens transexuais masculinos e mulheres transexuais femininas. Para descomplicar a gente usa mais as siglas FTM e MTF.

Drags queens e drags kings não são transgêneros, são artistas transformistas que fazem isso como um trabalho. É como se fantasiar para uma festa de carnaval ou hallowen, sendo que mais num sentido sexual e caricata. Contudo, transgêneros podem ser drags transformistas, claro. E obviamente o são. Talvez apenas alguém que curta extravassar seu lado feminino ou seu lado masculino numa situação específica.

maiteschneidertransexual

Quanto às travestis, e veja bem, são “as” travestis, no feminino, elas são mais complexas que os transexuais. Mulheres de sexo genético masculino que não se incomodam com seu pênis a ponto até de usá-lo em relações sexuais. É análogo ao caso do transexual, excetuando-se a necessidade de realizar a cirurgia de transgenitalização. Se você perguntar para uma travesti ela vai dizer que tem uma identidade de gênero feminina. Mas militantes e especialistas costumam não considerar as travestis nem homem, nem mulher, e sim algo entre os dois.

Mas a identidade social da travesti existe. Ao contrário de um grupo possivelmente existente de, digamos, “butches travestis”, mulheres consideradas lésbicas (“sapatão”) que parecem e agem como homens e são muito masculinas. Na ausência dessa identidade social, dessa autodeclaração, ficamos com a dúvida.

Crossdressers são travestis que oscilam. Travesti é travesti (desempenha o papel social, se porta e se veste como mulher) o tempo todo. Os (as) crossdressers fazem isso parte do dia ou da semana. Ou seja, podem ora desempenhar um papel de gênero masculino, ora feminino. Mas veja só, travestis e transexuais podem passar por uma fase ou período assim também. O que importa mesmo é a identidade intrínseca do indivíduo, e não a vestimenta ou o um papel desempenhado aparentemente ou realmente mas “fora do contexto” existencial do transgênero.

androginia

Andróginos são um caso à parte. Sempre ouvi falar e nunca conheci ou soube de um – dizem que são raros (mais do que os transexuais). Este seria aquele que é homem e mulher ao mesmo tempo em identidade de gênero. Diz-se também serem dotados de mais inteligência e capacidade artística do que a maioria. Imagino que sim. Ter características dos dois ao mesmo tempo deve ser um acréscimo, concordam com isso?

Intersexuais são pessoas ditas de sexo indefinido, os conhecidos como “hermafroditas” ou “pseudohermafroditas”, de sexo indefinido (nem masculino, nem feminino). São os que têm Síndrome de Turner, ou Síndrome de Klinefelter, ou Síndrome de Insensibilidade ao Androgênio ou Hiperplasia Adrenal Congênita. Intersexualidade é uma condição completamente física. Mas dessa condição física pode ser que o indivíduo venha a ter uma identidade de gênero ambígua, nem no extremo masculino, nem no feminino. Ou seja, seria um “intergênero”.

renatafinsktravesti

Em relação aos t-lovers, eles são homens que se atraem por travestis. Mas da mesma forma que muitas pessoas associam travestis a prostituição (porque a grande maioria das travestis são prostitutas de verdade, são estatísticas), associam o t-lover ao “caráter de aproveitador” e também a um homossexual enrustido, porque muitos deles procuram travestis para ser passivos.

Mas t-lovers assumidos via de regra se denominam heterossexuais, na justificativa de que veem as travestis como mulheres e se atraem por sua androginia.

Você que leu até aqui pode compreender que muitos transgêneros não são nem homens nem mulheres, e sim algo entre os dois. É interessante refletir então sobre a orientação sexual de pessoas que se atraem por travestis, crossdressers, intergêneros e andróginos.

Do Parada Lesbica - por Leonardo em Em Trânsito

0 comentários:

News Of the World!

Loading...
Loading...

Popular Posts